182764

Uma infinidade de golpes no WhatsApp já fez milhões de vítimas ao redor do mundo. De longe o mensageiro mais popular nos celulares, somando mais de 1,5 bilhão de usuários, o aplicativo é palco para spam de todo o tipo: memes, correntes, promessas de brindes e falsas promoções, descontos ou cupons e, mais recentemente, boatos e notícias falsas.

Em alguns casos são fakenews que podem causar estragos e até decidir eleições, mas em outros a coisa pode ser ainda pior, roubam dados ou induzem a cadastrar seu número de telefone em serviços de SMS pagos. A boa notícia é que evitar cair em fraudes pode ser simples se você for bom observador.

 

-Por favor não fique tentado a mudar seu aplicativo de cor, esse é um golpe muito recorrente;

-Desconfie de mensagens que possuam erros ortográficos ou gramaticais e que peçam que você toque em um determinado link para obter alguma vantagem;

-Não opere a rede de mentiras. Evite os pedidos para repassar a mensagem;

-Links sugeridos (e encurtados) são perigosos, podem levar a sites falsos, formulários maliciosos, instalação de APKs não solicitados ou até arquivos executáveis .exe e plugins em caso de uso do WhatsApp Web, no computador;

-Evite responder mensagens que peçam que você encaminhe informações pessoais como: número de cartão de crédito, conta bancária, data de aniversário, senha etc;

-Você não vai precisar pagar para usar o WhatsApp, que é um aplicativo gratuito. Evite cair nesse e em outros mitos que prometem recursos novos ou premium.

Além das dicas, a plataforma oferece uma seção de segurança que explica alguns recursos de privacidade e criptografia do WhatsApp.

 

A dica fundamental é… tenha bom senso, não acredite em coisas boas demais, nem tampouco em coisas assustadoras demais, não saia por aí clicando em qualquer link.